WHATSAPP

(41) 98788-8509

Atendimento

(41) 3229-8189 | (41) 3521-0716
Categoria de Produtos

Sistema construtivo Steel Frame inova mercado da construção

Voltar

Produtividade na execução do sistema está ligada à boa relação entre projeto, planejamento e qualificação de mão de obra.

steel frame

O light steel frame é um sistema construtivo industrializado, constituído basicamente de quadros estruturais de perfis de aço conformados a frio e fechado com chapas delgadas. O emprego desse tipo de solução, de acordo com o engenheiro Danilo Benício Andrade, gerente de Engenharia da Inova BH, depende essencialmente do tipo de obra, da utilização da edificação e do número de pavimentos: "Quanto mais repetitivo é o projeto, seja em quantidade de pavimentos-tipo ou de edificações, mais produtivo se torna o light steel frame". Conforme informações do Centro Brasileiro da Construção em Aço (CBCA), a velocidade da obra e sua localização, a mão de obra à disposição, disponibilidade de canteiro, finalidade e vida útil do empreendimento também influenciam na decisão de emprego do sistema.

Predio steel frame

O trabalho para que o light steel frame atinja o desempenho necessário começa antes mesmo de sua execução. Segundo Andrade, a empreitada depende, primeiramente, de um cálculo estrutural eficiente, realizado por profissional habilitado e experiente, que leve em consideração as cargas da estrutura. Já quando se trata do projeto arquitetônico, o engenheiro da Inova BH explica que o desenho deve detalhar cada painel, com a apresentação da posição de reforços, furos, peças e conectores. Ele ainda relata a necessidade de que o projeto especifique claramente os materiais industrializados, fabricados por encomenda, e o detalhamento dos acabamentos - ação que contribui diretamente para a velocidade de execução do sistema construtivo.

Casa Steel Frame

Andrade ainda diz que, embora o método seja completamente adaptável a qualquer projeto, o ideal é que o desenho arquitetônico já seja criado levando em conta a metodologia construtiva para evitar possíveis retrabalhos. Ele deve adotar preferencialmente medidas múltiplas de 40 cm (o padrão de fabricação) para a otimização dos montantes metálicos das paredes estruturais, da espessura de paredes, dos shafts, da paginação de placas cimentícias, entre outros. "É importante que o projeto contenha detalhes de layout dos ambientes para que sejam previstos reforços para apoio de cargas penduradas na parede", ressalta.

Outra questão fundamental de projeto diz respeito à compatibilização do projeto arquitetônico com o de instalações hidrossanitárias, "que muitas vezes contêm tubulações com diâmetro maior do que a espessura de algumas paredes e necessitam da criação de shafts ou paredes duplas", alerta o engenheiro da Inova BH. Por fim, deve-se prever também a compatibilização das instalações elétricas, que costumam sofrer poucas alterações.

Além da observação de todo os aspectos relacionados ao projeto, o profissional responsável pela fiscalização da empreitada ainda deve zelar pela contratação de pessoal qualificado, ou, no caso de mão de obra própria, pelo constante treinamento interno para a correta realização dos procedimentos

"É importante que as equipes tenham familiaridade com o processo construtivo, que não admite improvisos, e que o projeto seja seguido fidedignamente, uma vez que a produtividade da mão de obra está intimamente ligada ao sincronismo e precisão das equipes, à aderência ao planejamento e ao projeto", afirma Andrade. Para a obtenção, ao final da obra, de um produto com padrão uniforme, ele ainda ressalta a importância de se atentar para que a mão de obra siga os procedimentos de qualidade.

Logística

Como o light steel frame concilia uma extensa cadeia de fabricantes e produtos, o tratamento inadequado do material, seja em estocagem ou na montagem, pode comprometer o desempenho do sistema, por isso é essencial planejar bem a montagem da estrutura.

A logística correta da obra se inicia no projeto e na elaboração do cronograma da obra, de modo a otimizar o tempo. De acordo com informações fornecidas pelo CBCA, enquanto a obra se encontra em fase de fundação, os perfis devem estar sendo fabricados na indústria e devem ser levados ao canteiro a tempo de serem instalados. Como o sistema prevê a passagem de dutos no interior das paredes, estes devem ser instalados e testados antes do fechamento de um dos lados da estrutura.


O transporte e a logística de montagem também devem ser considerados em projeto, a fim de estabelecer a ordem correta de montagem, o local de montagem dos painéis - in loco ou na indústria - e a otimização das cargas.

Nessa etapa, a CBCA informa que as checagens devem ser constantes, de modo que os perfis de steel frame sejam todos identificados. No recebimento do material, deve ser verificado se a quantidade recebida está de acordo com a informação em nota, quais perfis/painéis foram recebidos e se a ordem de montagem está sendo seguida corretamente, além da qualidade das fixações.

Execução

Em grandes obras, o gerenciador costuma ser o responsável pela fiscalização e checagem da execução, segundo o CBCA, mas a função também poderá ser exercida pelo engenheiro responsável pelo projeto ou por um engenheiro/arquiteto da empresa que cede o Documento de Avaliação Técnica (DATec).

Os aspectos a serem verificados durante as etapas de execução começam pela própria fundação, segundo o engenheiro da Inova BH, com a verificação do nível da laje e da área onde será construída a edificação.

Faz parte da verificação da fabricação dos perfis a rastreabilidade do aço, identificação dos painéis, furos, posição dos parafusos, prumo e esquadro. Na montagem, é necessária a identificação dos painéis por ambos os lados, chumbamento na fundação, quantidade e posição dos parafusos, prumo e esquadro.

Na laje, ele ressalta a necessidade de observação da paginação das placas, parafusos e planicidade, paredes de gesso acartonado, locação, prumo e esquadro. As placas cimentícias devem estar adequadas em relação ao tratamento das juntas, parafusos, planicidade e prumo, assim como as placas de gesso.“Trabalhar dentro de sistemas de gestão da qualidade contribui muito para que não haja retrabalhos, tanto ao longo da obra quanto no pós-obra", diz Andrade. É essencial checar todas as etapas da obra, criar registros e corrigir imediatamente todas as não conformidades encontradas ao longo da construção. "Essas notas representam o DNA da edificação, e, por meio delas, pode-se encontrar a causa raiz de muitos dos problemas e pontos críticos do sistema", pontua.

CHECKLIST

- A repetição da obra garante maior produtividade do sistema
- O projeto deve detalhar cada painel com a posição dos reforços, furos, peças e conectores
- Os materiais devem ser especificados claramente para encomenda, assim como os acabamentos
- Atente-se para a compatibilização do projeto arquitetônico com as instalações elétricas e hidrossanitárias
- Certifique-se da qualificação da mão de obra para a garantia de um produto com padrão uniforme
- Siga as recomendações para armazenamento e montagem do material
- Considere também, em projeto, a logística de montagem
- Cheque cada etapa de execução, crie registros para cada uma delas e corrija imediatamente possíveis não conformidades

Normas técnicas

O CBCA informa que ainda não existe uma norma da Associação Brasileira de Normas Técnicas que abranja a montagem do sistema Light Steel Frame, porém, um texto base para uma futura normalização para esse sistema está em desenvolvimento. Algumas outras normas de referência são:

ABNT NBR 6.355:2003 - Perfis Estruturais de Aço Formados a Frio - Padronização
ABNT NBR 14.715:2001 - Chapas de Gesso Acartonado - Requisitos 
ABNT NBR 14.717:2001 - Chapas de Gesso Acartonado - Determinação das Características Físicas 
ABNT NBR 14.762:2001 - Dimensionamento de Estruturas de Aço Constituídas por Perfis Formados a Frio - Procedimento 
ABNT NBR 15.217:2009 - Perfis de Aço para Sistemas de Gesso Acartonado - Requisitos 
ABNT NBR 15.253:2005 - Perfis de Aço Formados a Frio, com Revestimento Metálico, para Painéis Reticulados em Edificações - Requisitos Gerais
ABNT NBR 15.498:2007 - Placa Plana Cimentícia sem Amianto - Requisitos e Métodos de Ensaio 
DIRETRIZ SINAT Nº 003: Sistemas Construtivos em Perfis Leves de Aço Conformados a Frio, com Fechamento em Chapas Delgadas (sistema leves tipo "Light Steel Framing).

ETAPAS BÁSICAS DE EXECUÇÃO DO LIGHT STEEL FRAME

- Terraplanagem
- Fundação
- Montagem da estrutura metálica
- Envelopamento (fechamento lateral e cobertura). Nesta fase, deve-se prever o fechamento interno - geralmente em gesso -, externo em placas cimentícias, siding, OSB, ou o conjunto deles, impermeabilização com manta hidrófuga.
Conjuntamente com o envelopamento devem ser instaladas tubulações elétricas e hidráulicas e de ar-condicionado, dedetização, aspirador de pó, mídia e sistemas de inteligência (se houver)
- Instalação das mantas termoacústicas entre as paredes e forro
- Instalação de esquadrias, portas e janelas
- Piso e acabamento.

Reportagem: Kelly Carvalho
Fotos: Divulgação Inova BH

FONTE: http://www.cbca-acobrasil.org.br/site/noticias-detalhes.php?cod=7050

Desconto e Ofertas

Preencha o campo ao lado e receba nossos descontos e ofertas por e-mail:

Endereço Rua Bartolomeu Lourenço de Gusmão 3139
Horário de Atendimento: De segunda a sexta
das 8:00 às 18:00
Sabado das 8:00 às 12:00
Formas de Pagamento:
Whatsapp (41) 98788-8509
Atendimento (41) 3229-8189
(41) 3521-0716
As imagens exibidas são meramente ilustrativas. Todos os direitos reservados. Powered By Totalize Internet Studio.